spfw

SPFW 3º dia – 19.01.2010

E no terceiro dia, lá na Bienal…

A Iódice desfila sua coleção de inverno inspirada no estado do Amazonas, usando elementos da natureza para dar formas às suas peças leves, drapeadas, com detalhes nas golas, nos botões e nos ombros – o grande trunfo da temporada, aliás, ombros para as roupas e côncavo para o make. A alfaiataria se mostra pesada, com a inusitada combinação lã + tachas. Vimos rendas, sobreposições, couro, vestidos chiquérrimos pretinhos com corte impecável. Destaque para as estampas de pássaros e para as leggins! Li algumas críticas falando sobre a não criatividade da coleção. Pode até ser… Mas eu achei tudo incrível.

Ronaldo Fraga apresentou não só um desfile, mas um espetáculo teatral. Inspirado em Pina Baush, uma das maiores coreógrafas do balé moderno, Ronaldo mostra uma coleção invertida, colocando a frente das peças nas costas da modelo, sendo que o rosto destas eram na verdade, os cabelos e na parte de trás haviam máscaras, que causaram impacto, emoção e até medo!  No entanto, a coleção é quase nada comercial, para não dizer nada.  E quem se importa? Ronaldo Fraga é a liberdade que mostra.

Simone Nunes inspirou-se nas roupas de patinação artística no gelo, assim como nas ilustrações de Amy Cutler, com aquela pegada conto de fadas. O resultado são ótimo bodies trabalhados em lycra e tule, calças carrot, camisas sequinhas, blazers com detalhes laterais feitos com franjas de canutilhos prateados, saias-tulipa – sempre presentes na temporada! – e arrematando toda a coleção, muita textura e sobreposições fofas e elegantes, baseadas na cartela de cores de marrons e beges. A modelagem da coleção de verão decepcionou muita gente, e há quem não esteja muito satisfeito também com a de inverno, que poderia caprichar mais no posicionamento dos ombros e principalmente, nos volumes 3D dos vestidos, que acabam não valorizando a silhueta.

Sou suspeita para falar de Fábia Bercsek, porque eu sou fã mesmo. Mas enfim… O inverno 2010 de Fábia foi dividido de acordo com os quatro elementos: ar, fogo, terra e água. Inspirada em Joana D’Arc, o inverno forte
de Fábia veio de cabelos curtos, olhos pretos borradinhos, botas de cano alto, correntes, tachas e para brincar de leve/pesado, brilhos, babados, organza e rosa! A coleção é boa, apesar de algumas peças estranhas como a tão criticada bermuda de babados e os outros looks das botas vinho. Fábia fechou sua loja no meio do ano passado, pulou a coleção de inverno e voltou no verão 2010, com direito a reabertura de uma loja incrível nos Jardins. E está dando andamento ao seu trabalho de estilista, juntamente com o de artista – que é igualmente fantástico.

Ellus e o bafo que foi a presença do modelo Jesus Luz, ai que preguiça de falar dele… Posso passar? A marca já é top no conceito jeanswear e mais uma vez apresentou sua coleção com este foco. Destaque para o jeans encerado, mais conhecido como leather denim – patenteado por Adriana Bozon. Esse jeans tem um efeito tão fiel ao couro, que essa dúvida permanece durante todo o desfile. A Ellus hypou o modelo boyfriend e por isso, muita gente estava esperando para ver qual seria o shape da vez! E durando o inverno 2010 o hype é a modelagem slim, de gancho baixo e perna afunilada, junto com a super-skinny e a clochard. Além disso, pegada esportiva que apareceu bastante nesta temporada, com o uso do náilon e do neoprene. Não vou colocar foto do Jesus, porque na minha opinião, ele estragou todos os looks que vestiu. Poderia ter ficado apenas sentado na fila A né?!

A Triton em parceria com a cantora Luísa Lovefoxxx, da banda Cansei de Ser Sexy, apresentou uma coleção de inverno inspirada em no bairro de Harajuku, na cidade de Shibuya, Japão. Tinha de tudo na passarela, que realmente ficava difícil analisar o conjunto, ou até mesmo o individual. Eram texturas, tecidos, volumes, formas estampas – que mostravam a identidade de Lovefoxxx – paetês, sarja, malha, tricô, adesivos fluo e moleton! No entanto, todos esses elementos foram sobrepostos de uma maneira natural, como se tudo estivesse bem conjuntinho. A sobreidade ficou por conta da alfaiataria, que trouxe looks pretos bem harmonizados e a sensação de que a coleção agora sim, tinha a cara da Triton. A marca deixou o jeans para o comercial e se dedicou no styling para a passarela, o que é sempre muito bom.

 

SPFW 2º dia – 18.01.2010

Segundo dia de SPFW e quem abre as passarelas é a grife Maria Bonita, com uma coleção inspirada na obra da arquiteta Lina Bo Bardi, conhecida por suas formas brutas de concreto e fios aparentes e que, apesar de tais características, não perdem a sofisticação. E foi nessa mesma idéia que as peças da coleção de inverno foram produzidas, utilizando tecidos encorpados, volumes, recoretes e fendas, as peças aparecem arquitetônicas como blocos.

Reinaldo Lourenço sempre apresenta desfiles poderosos. Desta vez, a coleção tinha como tema a “vitória da luz e celebração da Espiritualidade” e a passarela iluminada com pontos fortes de luz. A primeira parte do desfile foi inteira de looks comtemporâneos, como as roupas que as moças nobres usavam nos anos 40. Vestidos abaixo do joelho, silhueta reta e bem ajustada ao corpo, texturas combinadas entre organza e lã. Na segunda parte, o militarismo aparece em couro, peças com ombros marcados e pontudos, bolsos, verde exército em looks monocromáticos.

Com um pequeno remember dos anos 90, Maria Garcia fez as fashionistas dançarem na fila A de seu desfile, ao som de Cake, a estilista Camila Cutolo apresentou sua coleção de inverno 2010, com um mix de streetwear sofisticado – jovem e vintage ao mesmo tempo. Destaque para o trico no vestidón vermelho e para as galochas de couro envernizado – quero os dois djá! Muitas estampas florais, muito dourado, e uma cartela de cores variada entre os tons fortes e os neutros. Com referências buscadas no hip-hop, as peças da coleção possuem modelagem mais larga e confortável, relacionadas com aquela idéia de pegar as roupas do guarda roupa do boyfriend. Os tecidos escolhidos são bem fininhos, dando leveza às peças e um toque delicado aos looks.

Alexandre Herchcovitch foi buscar na Georgia, Rússia, inspirações para o inverno 2010. O resultado foi uma coleção riquíssima, com peças bordadas, aplique em rendas, pedras e paetês, correntes que somadas aos acessórios complementam a arte criada em cima do look. Destaque para os mantôs curtinhos de pele, para as saias godê, toda a parte de alfaiataria que tá escândalo e para as CORRENTES – eu amo! Entre as tops que desfilaram para Alexandre, Isabeli Fontana e Carol Trentini. O público aplaudiu de pé! Já tá no TOP 5 – Melhores Desfiles, certeza!

O inverno da Cori é de texturas, os materiais apresentados nas peças enriqueceram a coleção e fizeram um jogo de formas e pesos incrível. São saias-tulipa – tem aparecido em todas né? – casacos volumosos e arredondados nos ombros, vestidinhos acinturados, calças cheias de pregas, capas evasê. Destaque para a alfaiataria, inspirada nos anos 60.

A coleção da Forum Tufi Duek foi pensada e assinada por Eduardo Pombal, que pela primeira vez produziu tudo sozinho, sem Tufi Duek. A intenção dele era transmitir uma mensagem que fosse a cara da marca, buscando referências na Forum dos anos 90. E assim é o inverno 2010 da grife,  sofisticadamente sensual. As camisetinhas, regatas e camisas são ajustadinhas ao corpo; as calças curtas e de gancho baixo, fazem o estilo boyfriend; as saias e vestidos godês, volumosos ou casulo; e macacões leves. Destaque para a calça de paetês, maravilhosa e para o neoprene utilizado em algumas peças, bem atual. A top holandesa Lara Stone – que a gente quer ser amiga! – abriu e encerrou o desfile.

Samuel Cirnansck apresentou uma coleção surreal. O estilista, sempre focado nas roupas de festa, apresentou uma coleção glamourosa, criativa e bem humorada. Destaque para a alfaiataria nos vestidos pretos e paletózinhos, talvez as poucas peças comerciais da coleção, já que por vezes as tops entraram com looks estofados e volumosos dando a impressão de estarem vestidas de sofás, ou chapéuzinho no estilo abajur, ou em uma mesa de centro! hahaha Tudo isso pela inspiração do estilista em Thomas Chippendale, referência do mobiliário inglês do século 18.

 

Esmaltes – Inverno 2010

Para a alegria das psicas dos esmaltes, já temos duas novidades da área lançadas no SPFW! A primeira é a nova linha de esmaltes fluo matte da Impala – que muito antenada, trouxe para o Brasil a tendência absoluta de NYC desde o meio do ano passado (demorou um pouco, mas chegou!). São cinco cores, que devem ser lançadas em fevereiro, naquele mesmo precinho amigo de sempre, mais ou menos R$1,60.

Agora acho que o matte pega hein?!

 

A segunda novidade é a nova linha do Reinaldo Lourenço para a Risqué! Nessa são 6 cores, sendo que 3 delas também são matte! Eu nem vi as cores ao vivo e a gente sabe que as cores ficam mega diferentes na foto, mas eu acho que o meu preferido vai ser o Lapis Lazuli, pq é um azul matte bem caneta bic – que como já vimos nos desfiles do Fashion Rio, vai bombar.

 

Quem descobriu tudo isso e divulgou pra gente foi a Camila do Garotas Estúpidas e a Vic Ceridono do Dia de Beauté!

Obrigada meninas! Aguardamos mais novidades quentinhas da Bienal!

SPFW 1º dia – 17.01.2010

Neste domingo começou o SPFW e nós aqui do Segura continuamos com a nossa cobertura à distância! Confesso que estou bem mais animada com o SPFW, acho que por estar rolando mais pertinho de mim… hahaha

E o primeiro desfile da temporada paulista foi o da Cavalera, que arrasou em um desfile feito lá na galeria do rock, com um de seus sócios fundadores, Igor Cavalera, tocando ao vivo. Bem rock’n’roll, bem a cara da marca, bem a cara dos consumidores.

A coleção é toda dark, inclusive nos jeans escurecidos – que eu amo! – com acabamentos em cinza, preto e até jeans dourado fosco! E o tempo todo brinca bastante com o leve/pesado, o que combina muito com o nosso inverno tropical. Destaque para a alfaiataria que vem cada vez mais forte na grife jeanswear e desta vez, estava bem caprichada com modelagens modernas em coletes e paletós masculinos.  O tema da coleção foi “Sexo, moda e rock´n´roll” e com essa inspiração o feminino da grife, veio todo sexy e fetichista. Teve até Paulo Miklos entrando com duas loiras e brincando com o tema escolhido. Além disso, o dono da marca Alberto Hiar, mais uma vez misturou pessoas normais com os modelos profissas na passarela. Bem legal né?

A Osklen foi a segunda a desfilar e mostrou uma coleção tridimensional, dando um efeito visual bem diferente na passarela. As peças são todas 3D em seus volumes, em seus tecidos e estampas. Destaque para os pulls imensos e coloridos, que infelizmente não serão comercializados pela marca, até por não fazerem sentido no inverno aqui do Brasil. Nesta coleção, a grife se distanciou muito da moda que costuma fazer, que é a de rua, a moda street. Tanto é que, pouquíssimas peças desfiladas vão mesmo para as lojas.

O inverno de Priscilla Darolt é futurista e sua coleção mistura elementos esportivos, como os tecidos, os velcros, o náilon – muito visto no Fashion Rio! – e as alças de mochila, com elementos fetichistas como os corsets, as saias tulipas, os recortes e os tecidos em tela. Tudo bem sexy, bem mulherão! O desfile teve equilíbrio entre o conceito, ou seja, as peças “de passarela” e o comercial, que são as peças que serão produzidas e comercializadas.

Fause Haten escolheu o caos! Sua coleção para a temporada do inverno 2010 tem meio que tema livre, mas com a intenção clara de causar impacto aos olhos dos fashionistas. Segundo o próprio, durante o desenvolvimento perguntava-se: “o que não se acrescentaria a este look de jeito nenhum? Pois é isto mesmo que vamos acrescentar!”. O desfile foi rico em tecidos, texturas, brilho, peles, sobreposições mil, alfaiataria, moulage, goê, lurex… sabe assim um pouco de tudo? Em alguma coisa ele ia acertar né? E parece que foi em mais de uma… Ah! Ele também cantou durante o desfile! Luxo!

Mário Queiroz, foi contra todas as coleções apresentadas no Fashion Rio, que usavam uma paleta de cores sóbrias e tons frios e abusou das cores na primeira parte do seu desfile. Com peção como cardigãs coloridos, trench em vinil vermelho, jaqueta amarela, camisa azul… Looks em xadrez, matelassê, moletons estampados, calças quase cenouras em jeans escuro e lã. Tudo ultramoderno.

Alexandre Herchcovitch fez o link entre beachwear e lingerie, e foi assim a coleção do inverno 2010 da Rosa Chá. Com biquínis, maiôs e bodies feitos em nude, estampados com renda, ou mesmo com estas aplicadas com patchwork de tule, que deram um movimento lindo na passarela. As peças tinham um que de roupa de mergulho, pelo neoprene, pelos recortes, pelos aplique, mas com muito glamour e uma elegância apoiada nos cristais e nas rendas. A marca pretende investir também em roupas, e por este motivo, desfilaram uma alfaiataria excelente em vestidos, paletós e saias de corte impecável, todos com nós dando a impressão de diversas amarrações feitas nas cangas. Além de, Chanel Iman, top norte-americana linda, fofa e que arrasou.

 A Colcci trouxe o tema viajantes, com um clima de mochilão mesclando com a tendência do militarismo. Na paleta de cores: verde militar, cinza e tons de rosa. Os vestidinhos de babados, as saias bem molinhas, saias rodadas longas e na altura do joelho, saias godês de lavagem especial em tons de verde ou com apliques em tachinhas, chapéus… Para os meninos camisa xadrez, mangas compridas, suéteres, jeans desgastado… Os sapatos, as meias meio polainas e as sobreposições brincaram com a questão do leve/pesado e ao mesmo tempo que fizeram desta coleção, uma coleção mais sofisticada, não perderam a essência da marca que é a jovalidade.  Eu amei e fico bem feliz de saber que a coleção inteira é comercial! Para suprir a ausência de Gisele, desfilaram para a Colcci: Cauã Reymond, Alessandra Ambrósio e Izabel Goulart.

Fashion Rio / SPFW

To bem ausente do blog né? Voltei pro escritório e agora a vida tá ficando cada vez mais corrida! Mas to de volta… A Mi foi curtir uns dias de férias na praia e eu prometi não abandonar o blog nenhum dia!

Como todos sabem, essa sexta começa o Fashion Rio que vai até o dia 13 de janeiro lá no Pier Mauá no Rio. E logo em seguida, temos o São Paulo Fashion Week que acontecerá nos dias 17 a 22 de janeiro, no prédio da Bienal no Ibirapuera.

Nesses últimos dias eu tenho lido tanto sobre isso, visto tantas meninas de outros blogs e uma galera de moda no twitter falando com assessorias, se preparando para trabalharem que nem loucas, irem ao Rio, voltarem pra SP e tudo mais… que fiquei animada como se eu também fosse! Juro. Deve ser demais quando lazer e trabalho se confundem.

Mas como tá difícil de conciliar a minha vida de aprendiz de advogada com a de fashionista (hahaha), eu vim aqui avisar vocês que mesmo assim, o Segura vai cobrir o Fashion Rio and o SPFW, mesmo que de longe, mesmo que do nosso jeito, porque a gente ama esse clima de semanas de moda e vai amar dividir com todo mundo nossas opiniões sobre os desfiles, as coleções, os makes e os bafões! E ai a gente vai acompanhando junto e divulgando aqui as coberturas dos sites especilizados e de outros blogs que estarão lá dentro, correndo pelos bastidores e vendo tudo de pertinho! Fechou?

Em todas as edições, ambos os eventos são tradicionalmente temáticos, e em cima deste tema são feitas exposições, amostras e uma decoração toda especial nas instalações do evento.

Nesta edição, o Fashion Rio terá como tema as Olimpíadas de 2016 e a luta dos atletas brasileiros rumo ao pódio, a idéia é mostrar a raça dos brazucas e porque o nosso país mereceu conquistar o direito de sediar os jogos. Desfilarão nas passarelas cariocas, as seguintes marcas: Auslander, Melk Z-Da, Giulia Borges, Victor Dzenk, Walter Rodrigues, Cantão, Lucas Nascimento, Printing, Mara Mac Filhas de Gaia, Cavendish, Graça Ottoni, Coven, Acquastudio, Claudia Simões, Maria Bonita Extra, Juliana Jabour, TNG, Redley, R. Groove, Têca, Espaço Fashion, Nica Kessler, Patachou, Andrea Marques, New Order e Alessa.

Já o SPFW abordará o tema linguagens e de que forma a sociedade está absorvendo essa grande quantidade de informações que temos acesso diariamente. As marcas que compõe o line-up desta edição são: Cavalera, Osklen, Priscilla Darolt, FH por Fause Haten, Mario Queiróz, Rosa Chá, Colcci,Maria Bonita, Reinaldo Lourenço, Maria Garcia, Alexandre Herchcovitch (masculino e feminino), Cori, Forum, Tufi Duek, Samuel Cirnansck, Iódice, Ronaldo Fraga, Simone Nunes, Fábia Bercsek, Ellus, Triton, Gloria Coelho, Erika Ikezili, Amapô, Huis Clos, 2nd Floor, Animale, Oestúdio, Jefferson Kulig, V.Rom, Neon, Wilson Ranieri, Lino Villaventura, Isabela Capeto, Carlota Joakina, Reserva, Do Estilista e André Lima.

Todo mundo ligado na GNT que é o canal oficial do Fashion Rio e do SPFW, e irá transmitir os desfiles ao vivo, além de publicar diariamente boletins informativos do evento. Pela internet, os desfiles do Fashion Rio serão transmitidos pelo site Oi Moda.

Nós aqui já temos expectativas maiores pelas coleções dos nossos estilistas preferidos.

E vocês? Estão ansiosas por quais desfiles?

1 2 3 4

%d blogueiros gostam disto: